EC :  6 : 9- 12

Uma aliança se mantêm em função de vínculos. Seu vínculo principal é o relacionamento. Nenhuma aliança poderá resistir a quebra de relacionamento. Quando verificamos pessoas quebrando alianças (de caminhada, fidelidade e vida), saiba, que isto é fruto da quebra dos princípios de relacionamento.

Precisamos abrir nossos olhos e entender que o relacionamento não nasce da noite para o dia. É algo a ser construído e que aumenta com o passar do tempo.

Relacionamento é algo que se constrói.

Veremos alguns passos que nos levam a ter relacionamentos equilibrados e satisfatórios:

1 . Reconhecer a necessidade : Precisamos entender q somos um corpo  e q cada um de nós temos uma função na equipe.

2 . Trazer transparência no relacionamento:

3. Estar preparado para frustrações;

4. Vencer ressentimento;

5.   Vencer a desconfiança.

A) Reconhecer a necessidade – II Tim. 4:9-13

Paulo estava sentindo-se só, e revela a sua necessidade de relacionamento. Muitas vezes afirmamos que só necessitamos de Deus, pensando que isso é sinal de espiritualidade; Paulo queria naquele momento todos aqueles que eram mais próximos a ele. O Primeiro passo para se construir um relacionamento, é sentir necessidade de tê-lo. Você tem reconhecido essa necessidade em sua vida? Ou você é suficiente em si mesmo?

B) Andar na luz da Palavra – Sl. 119:105

Os problemas que um relacionamento traz, serão superados por homens e mulheres que tem como fonte de vida a Palavra escrita. Quem não está andando à luz da Palavra e na luz do Espírito Santo, não consegue ter um relacionamento satisfatório. Sl. 119:11.

C) Trazer transparência ao relacionamento – I João 1:7

João dá a entender que a purificação está muito ligada a comunhão. O que é ser transparente? E andar na luz. O que é andar na luz?

1º – Ser honesto.

2º – Ser sincero.

1º Ser honesto: é ser transparente com Deus, consigo mesmo e com seu irmão. Isso é ser honesto; é ser o que realmente eu sou; diante de Deus, diante da sua Palavra e diante dos meus irmãos. Não podemos usar “capas” para demonstramos aquilo que na realidade e intimamente não somos.

2º Ser sincero: ser sincero não é ser grosseiro; ser sincero é dizer com amor aquilo que realmente estou sentindo. Só posso construir um relacionamento se eu for sincero, dizendo o que realmente penso sobre cada situação.
No relacionamento não podemos admitir o ter “duas caras” (Gálatas. 6:1). Não podemos ocultar verdades que precisam ser ditas. Sinceridade é fruto de amor e honestidade; é transparência. Sinceridade não produz destruição, mas conserto. (Hebreus. 12:11)

Comentários

comentarios

Free WordPress Themes, Free Android Games